Chat

Online

Indique um amigo

Não sou um robô
Você conhece seus alunos?

Conhecer o público é fundamental para qualquer negócio. Antes de lançar qualquer novo produto, serviço ou até mesmo ao abrir uma empresa, é preciso saber exatamente com quem estamos falando, para quem iremos vender e, principalmente, qual a melhor maneira de nos relacionarmos com essas pessoas.

 

Vimos num texto anterior (clique aqui) que a persona é um conceito muito mais amplo que o de público-alvo. Envolve aspectos comportamentais que uma simples segmentação de mercado não mais atende às grandes empresas.

 

Entretanto, para que a comunicação seja ainda mais efetiva, é preciso aprofundar ainda mais e descobrir quais são os tipos de persona que existem e como lidar com cada uma delas.

 

Para isso, vamos nos basear no estudo do renomado psicólogo Carl Gustav Jung (popularmente conhecido como ‘Jung’). Ele nos traz o conceito de arquétipos e quais os 12 tipos que existem na sociedade. A partir disso, faremos um paralelo com os alunos da sua academia para que você possa entender qual a melhor maneira de lidar com eles.

 

 

Mas afinal, o que são arquétipos?

 

A palavra arquétipo é a junção dos termos gregos ‘archein’ (que significa ‘origem’) e ‘typos’ (que significa modelo ou tipo), surgindo assim o conceito de ‘modelo original’. Ou seja: para Jung, existem 12 ‘tipos originais’ de pessoas. Qualquer pessoa que habita este planeta se encaixa em um desses doze modelos (podendo apresentar características de mais de um).

 

Agora que você já sabe o que são arquétipos, vamos apresentar quais são os 12 padrões existentes. Além disso, traremos os principais sentimentos que cada um desses padrões apresenta e como eles podem se comportar dentro de uma academia. Isso te trará informações valiosas na hora de se comunicar e reter esses alunos.

 

 

1 – A Pessoa Comum

 

Como o próprio nome já diz, esse tipo de pessoa é aquela que faz o que a maioria já está fazendo. Tem a necessidade de pertencimento e não gosta de ficar de fora dos grupos sociais.

 

Na academia, provavelmente a pessoa comum tem o medo de não se socializar. Ela quer fazer parte dos grupos (seja informais ou de alguma modalidade específica). Para ela é importante participar de atividades em grupo e não quer ser diferente das demais.

 

 

2- O Herói

 

Esse arquétipo revela alguém que se desafia constantemente. Possui uma necessidade de alcançar padrões mais elevados em tudo que faz e demonstrar coragem para os demais.

 

Dentro do universo fitness, podemos identificar esses tipos de pessoas como aquelas que praticam atividades que exigem um pouco mais de desempenho (como o Crossfit e artes marciais, por exemplo). Elas possuem o desejo de demonstrar as suas capacidades. O ideal é oferecer atividades de competição onde elas possam provar o seu valor.

 

 

3 – O Rebelde

 

Diferentemente da pessoa comum, o rebelde tem a necessidade de chamar a atenção das outras pessoas. Tem uma avidez por destruir tudo aquilo que não tem mais serventia (pelo menos para ela). Adora quebrar padrões e regras.

 

Para essas pessoas, o que mais funciona são as inovações. Ofereça a todo instante novas modalidades, mudando a forma como as atividades são realizadas. Além disso, essas pessoas são excelentes para realizar pesquisas internas e descobrir novas oportunidades de inovar dentro da academia.

 

 

4 – O Inocente

 

Esse é o arquétipo ‘infantil’. O inocente é aquele que deseja viver num mundo de ‘fantasia’ e tem por necessidade a felicidade. Possui o seu grau de racionalidade, porém o lado emocional sempre fala mais alto.

 

Valores como bondade e retidão são enaltecidos por eles. É o tipo de pessoa mais fácil de encantar. Por isso, ofereça um excelente atendimento e demonstre preocupação com a satisfação e até mesmo com a felicidade de seus funcionários e alunos.

 

 

5 – O Aventureiro (ou Explorador)

 

Esse tipo de pessoa valoriza extremamente a liberdade. Odeia se sentir preso (seja geograficamente ou emocionalmente). Assim como o herói, gosta de desafios. Quer ter autonomia e conduzir suas próprias regras.

 

Na academia, são aqueles alunos que adoram atividades externas (na praia, por exemplo) ou participar de competições fora do ambiente comum da academia. É importante sempre oferecer esses tipos de atividades e fazê-lo experienciar a prática fugindo do tédio.

 

 

6 – O Comediante (ou Tolo)

 

São as pessoas que adoram ser engraçadas. Querem ser divertidas e irradiar isso para os outros. Desejam ‘iluminar’ o mundo e tornar a todos felizes.

 

Essas pessoas são ideais para serem “embaixadoras” da sua marca. São ativas nas redes sociais e compartilham tudo aquilo que é divertido. Através delas sua academia pode conseguir motivar outras pessoas (clientes ou não) a participarem de novas atividades.

 

 

7 – O Amante

 

Para essas pessoas, o relacionamento é a coisa mais importante que existe. E para manter isso, estão dispostas a sacrifícios para se tornarem mais atraentes e sedutoras para seu parceiro (a).

 

Talvez seja um tipo de arquétipo mais comum nas academias. A preocupação estética é algo hoje presente em quase todas as pessoas que praticam alguma atividade física. Por isso, demonstre sempre como determinada modalidade/atividade pode fazê-la aumentar sua capacidade de atração e desejo de outras pessoas.

 

 

8 – O Sábio

 

São aquelas pessoas que possuem a necessidade de entender o mundo. Querem a todo custo descobrir as verdades da vida e refletem sobre tudo aquilo que é de seu interesse. Adora informações precisas.

 

Na academia, são aqueles alunos que sempre pesquisam sobre o funcionamento dos alimentos e suplementos. Querem saber como determinado exercício funciona e como ele o fará atingir seus objetivos.

 

Por isso é sempre importante manter seu site e redes sociais com conteúdos pertinentes, pois essas pessoas, com certeza, buscarão informações sobre sua academia e como ela poderá ajudá-las a se tornarem mais informadas.

 

 

9 – O Mago

 

Pessoas desse padrão são aquelas que, assim como o sábio, desejam conhecer as coisas. Porém, com um aspecto a mais: elas querem transformação. São pessoas altamente espiritualizadas (não necessariamente num contexto religioso) com o propósito de atingir a paz de espírito.

 

Nas academias elas estão presentes principalmente nas atividades que envolvem a mente (como a yoga e tai chi chuan). As atividades ao ar livre também são muito importantes para elas.

 

 

10 - O Governante

 

Controle e poder são as palavras de ordem para essas pessoas. Elas possuem o desejo de liderar e tornar o grupo a que pertencem como uma família.

 

Na academia, elas adoram se associar com aqueles alunos que se encaixam no arquétipo do herói (muitas vezes saindo dentre eles). É preciso proporcionar a elas oportunidade para exercer essa liderança (seja numa atividade externa, por exemplo) e deixá-las conduzir as outras rumo a um objetivo.

 

 

11 – O Criador

 

São aquelas pessoas que afloram criatividade. A todo momento visualizam algo e pensam numa forma de torná-la realidade. No aspecto inovação, se aproxima um pouco do arquétipo do rebelde.

 

Na academia, elas estão a todo momento pensando em formas de melhorar seu rendimento (seja na alimentação ou nos exercícios). Apresentam um grande risco de evasão justamente por sempre estarem procurando por algo diferente.

 

Por isso, ofereça espaço para essas pessoas manifestarem suas criatividades e analise a viabilidade de torná-las realidade na academia.

 

 

12- O Cuidador

 

Possuem o desejo de ajudar outras pessoas. Proteção e generosidade são marcas sempre presentes em suas ações. São ótimas em realizar algo pelo próximo sem pedir nada em troca.

 

Dentro da academia é difícil identificar essas pessoas. Talvez aquelas que estão sempre arrumando a bagunça deixada pelos outros (sempre acontece…) ou que se oferecem para “revezar” nos aparelhos.

 

Uma excelente forma de trazer o arquétipo cuidador para seu lado é ter projetos sociais na academia. Podemos dar como exemplos uma campanha de doação de sangue ou uma corrida beneficente. Com certeza essas pessoas serão as primeiras a aderir e fará um bem enorme para sua reputação.

 

Esses são os 12 arquétipos de Jung. Obviamente que trouxemos uma visão mais simplificada para que você possa enxergar melhor a variedade de tipos de personas e como elas podem se comportar dentro da sua academia.

 

 

Gostou? Deixe seu recado nos comentários!